Anestesia

Os cuidados pré anestésicos têm como objectivo o aumento da segurança de todo o procedimento anestésico de forma a diminuir o risco da anestesia.

É com base em várias informações, incluindo o exame pré anestésico, que é definido qual o protocolo mais adequado ás necessidades do paciente.

Todos os animais serão incluídos no sistema ASA da Sociedade Americana de Anestesias, de acordo com o seu estado físico. (ASA I – ASA II)

O exame físico completo permite classificar o estado do anima relativamente ao risco anestésico a que vai estar sujeito, tendo em especial consideração o sistema cardiovascular e respiratório. Esta avaliação física do paciente poderá incluir outras provas analíticas:

  • Hemograma
  • Perfil bioquímico básico
  • Urianalise
  • Provas de coagulação
  • Electrocardiograma
  • Raio – x torácico
  • Ecografia e Eco cardiografia
  • Pressão arterial
  • Provas endócrinas
  • Outra relevante para a anestesia

Para além do exame físico, a espécie, a raça, a idade, o sexo, o carácter são factores importantes para a elaboração do protocolo anestésico adequado ao animal.

Todos os animais geriátricos (idade superior a 7 anos) têm que realizar um hemograma e um painel bioquímico geral, para avaliar o seu risco anestésico.

No decurso da cirurgia os parâmetros vitais são monitorizados continuamente com recurso a monitores e através do anestesista, que controlam diversos parâmetros:

  • Frequência cardíaca
  • Frequência respiratória
  • Pulsoximetria
  • Capnografia
  • Electricardiograma
  • Pressão arterial não evasiva
  • Pressão arterial evasiva se necessário
  • Temperatura

Várias complicações podem surgir no imediato pós operatório, por esta razão todos os animais sujeitos a cirurgia fazem o recobro de pelo menos 12 horas pós operatório, de forma a garantir que o acordar faz-se de forma segura e confortável.